Tarefas da Esquizoanálise para a libertação do desejo

“Nesses tempos onde a politica (macropolítica) tem essa vestimenta apodrecida, nós estamos muito descuidados, destratados. Nós precisamos cada vez mais investir diretamente em um cuidado de si, como movimento politico, MICROPOLÍTICO, desejante, e revolucionário. Acho que é esse o modo de nós fazermos “a revolução”, é entrar em um devir-revolucionário e não buscar uma sociedade ideal; e a esquizoanalise é totalmente aliada nesse sentido.” (FUGANTI, 2017)

“As questões da destruição andam junto com a criação, mas não possuem o mesmo estatuto. A destruição é um efeito já de uma força afirmativa. A afirmação vale mais do que a negação, pois a negação é um efeito, um sintoma, de um modo de afirmar, é efeito de uma presença. Então, ao desejo não falta nada, portanto, é preciso encontrar as suas presenças, e quando se encontram as presenças do desejo, a destruição dos adereços e do supérfluo ficam muito mais simples e cheios de HUMOR; nós, então, destruímos com alegria, como no humor, que é o MAIS INOCENTE DOS ASSASSINOS, e a MAIS AMOROSA DENTRE AS CRUELDADES.”